Ir para conteúdo

Confira as dicas para ser oficial da Aeronáutica!

O Comando da Aeronáutica (Comaer) oferece 70 vagas para os Exames de Admissão aos Cursos de Formação de Oficiais Aviadores, Intendentes e Infantaria da Aeronáutica do ano de 2020. Do total de oportunidades, 14 são reservadas para negros. Há 30 vagas para oficiais intendentes, que são responsáveis pela administração na área militar, atuando nos setores de licitações, finanças, material, subsistência, patrimônio e controle. Existem também 15 chances para oficiais de infantaria, que têm como missão executar ações defensivas, ofensivas, especiais e de proteção. Há ainda 25 vagas para aviadores, que serão pilotos da Aeronáutica. As chances para aviadores e intendentes são para ambos os sexos, já as de infantaria são apenas para candidatos do sexo masculino. A formação será ministrada pela Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP).

Trata-se de um curso de nível superior, da fase de Formação do Ensino Aeronáutico. O processo tem duração de quatro anos, em regime de internato. Durante esse período, os selecionados serão cadetes, recebendo remuneração de R$ 1.054, alimentação, alojamento, fardamento, assistência médico-hospitalar e odontológica. Aos concluintes da Formação de Oficiais Aviadores (Cfoav), da Formação de Oficiais Intendentes (Cfoint) e da Formação de Oficiais de Infantaria (Cfoinf), é conferida a graduação de bacharel em administração, com ênfase em administração pública. Os que passaram pelo Cfoav são diplomados também com a graduação de bacharel em ciências aeronáuticas, com habilitação em aviação militar; enquanto os que fizeram o Cfoint se tornam bacharéis em ciência de logística, com habilitação em intendência da aeronáutica. Após a formatura, os cadetes serão promovidos a aspirantes a oficiais da área pretendida, com remuneração inicial de R$ 1.176.

As etapas

O exame é constituído de prova escrita, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, procedimento de heteroidentificação complementar e validação documental. A avaliação objetiva é composta de questões de língua portuguesa, física, matemática e língua inglesa. São 64 questões objetivas de múltipla escolha, com quatro alternativas cada. Haverá ainda redação sobre tema da atualidade. Ao todo serão cinco horas e 20 minutos de prova. O teste de aptidão física exige que os candidatos do sexo masculino façam 26 repetições de flexão e extensão dos membros superiores com o apoio de frente sobre o solo, 42 repetições de flexão do tronco sobre as coxas, um salto horizontal atingindo no mínimo 1,8 metros, e corrida de 2.250 metros em 12 minutos. As mulheres precisam fazer 16 repetições de flexão e extensão dos membros superiores com o apoio de frente sobre o solo, 34 repetições de flexão do tronco sobre as coxas, salto horizontal atingindo no mínimo 1,4 metros, e corrida de 1.850 metros em 12 minutos.

Exatas 

Professor de matemática e física do Ponto dos Concursos, Henrique de Oliveira Tiezzi conta que funções e geometria analítica estão entre os conteúdos com mais chances de aparecem na prova. “Esses tópicos, em matemática, são os que mais caem, além de serem aqueles em que os alunos têm mais dificuldade e erram com frequência”, comenta. Na prova de física, a parte de mecânica está mais presente, porém o professor conta que elétrica costuma ser o maior problema para os candidatos. “A parte de mecânica envolve cinemática, dinâmica e Leis de Newton. Mas as questões de elétrica, em especial eletromagnetismo, estão entre as que os alunos mais erram”, diz. Na hora de estudar, refazer exercícios é importante. 

Texto e português

Lucília Garcez, escritora e professora aposentada de letras da Universidade de Brasília (UnB), diz que, geralmente, os temas da redação são mais contemporâneos e envolvem assuntos que estão na mídia. Ela alerta os alunos em relação às principais dificuldades da prova. “O gerenciamento do tempo é o maior problema. Os candidatos precisam ter disciplina para treinar a escrita no menor tempo possível”, comenta. A escritora reforça que os candidatos precisam exercitar principalmente a concentração e o planejamento de ideias. “É necessário compreender que a produção de textos é uma atividade complexa, que exige da mente várias habilidades cognitivas simultaneamente”, explica. Fazer e refazer redações é a melhor forma de praticar. “Quando escrevemos nas situações práticas da vida, temos muito tempo para elaborar os textos, até sentir que eles correspondem a nossos objetivos. Esse processo faz parte da produção”, comenta.
“Para os concursos, a prática durante o preparo vai nos levando à perfeição e isso nos ajuda na hora de produzir um texto em um curto período de tempo”, continua. Conte com um amigo, familiar, professor ou colega que aceite ser seu leitor crítico.  “É importante também marcar o tempo em que você está fazendo o texto.  A professora também observa que ler e reler o comando da redação várias vezes é importante para se certificar de que não está faltando nada. “Identifique o gênero de texto solicitado para não fugir às exigências. Reflita um pouco sobre as características formais e estruturais do gênero pedido”, alerta.
De acordo com o professor de português do Colégio Militar de Brasília (CMB) Albert Iglésia, o conteúdo mais frequente na disciplina é análise sintática, sendo que os tópicos que os alunos mais costumam errar são sintaxe e concordância. “As regras de concordância merecem uma atenção especial. Em português, observa Albert, praticar fazendo exercícios é o melhor caminho para acertar. “Nada melhor do que reunir as provas dos últimos cinco concursos, resolver questões, analisar o tipo de abordagem e perceber a frequência com que certos conteúdos vêm surgindo ultimamente”, aconselha.

O que diz o edital

Cursos de Formação de Oficiais Aviadores, Intendentes e Infantaria da Aeronáutica do ano de 2020Inscrições: encerradas em 28 de março; confira o edital no site ingresso.afaepcar.aer.mil.brTaxa: R$ 70Vagas: 70Salários: R$ 1.054 (durante o curso) e R$ 1.176 (após a conclusão)Prova: 23 de junho de 2019Locais: Brasília, Canoas (RS), Campo Grande, Porto Velho, Boa Vista, Manaus, Belém, Parnamirim (RN), Salvador, Curitiba, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo, Pirassununga (SP), Belo Horizonte e Barbacena (MG)


Categorias

Sem categoria

Deixe uma resposta

× WhatsApp!
%d blogueiros gostam disto: